OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Com recursos do Ministério da Saúde, a Prefeitura da Lapa está construindo a nova Clínica da Mulher, junto à Central Pediátrica, facilitando o atendimento às mães, crianças e gestantes. No momento, está sendo feita a finalização do telhado, colocação de janelas, vasos, torneiras, equipamentos sanitários e parte elétrica. A clínica será inaugurada assim que a estrutura estiver completa. Já está encaminhada, também, a aquisição de mobiliário e equipamentos.

Atualmente, a Clínica da Mulher funciona junto à Unidade Básica de Saúde do Tamanqueiro e, ao contrário de boatos plantados recentemente, nunca foi fechada. Na verdade, o espaço passou a ser compartilhado com equipe de Atenção Básica (uma médica Clinica Geral, auxiliares, enfermeira e Agentes Comunitários de Saúde).

O atendimento específico a mulheres gestantes e não gestantes, segue normalmente: colocação de DIU, entrega de anticoncepcionais, coleta de preventivo, encaminhamento para laqueadura ou vasectomia, e o pré-natal.

O atendimento às mulheres continua e foi melhorado, com a descentralização dos ginecologistas e pré-natal, coleta de preventivos e estimulo às mamografias, com mais facilidade de acesso a mulheres de regiões de periferia (CAIC, Cohapar, Feixo, São José).
Na Central Pediátrica foi melhorado o vínculo com a Maternidade, que agenda sempre a primeira consulta de todos os recém-nascidos. Também houve implantação da vacina BCG em recém-nascidos na Maternidade, melhorando em muito a cobertura.

Histórico

A Clínica foi construída entre os anos 2009 e 2011, com verbas da Paraná Cidade, e seria destinada ao atendimento da Mulher e da Criança. Ao que consta, não houve atendimento a crianças. Em 2011 a Secretaria de Estado da Saúde (SESA) emitiu a Resolução 037/11, determinando que as unidades intituladas “Centro de Saúde da Mulher e Criança” deveriam ser destinadas a atender clientela mais ampla e seriam denominadas oficialmente UAPSF – Unidades de Atenção Primária em Saúde da Família. Na Lapa, até 2012 as alterações não foram feitas. Em 2013, quando a atual gestão municipal assumiu, por meio do ofício 032/2013 a SESA fez nova solicitação à Prefeitura para que se adequasse à Resolução 037/11. Caso isso não fosse feito, a Secretaria Municipal de Saúde não poderia receber equipamentos destinados àquela unidade de saúde. Decidiu-se então ampliar gradativamente os serviços para outros segmentos da população.

Com informações e foto Secom
______________________
Publicidade
relochaves-lapa-parana-rodape